Se rio de mim, me levem a sério.
( PAULO LEMINSKI)

terça-feira, outubro 13, 2009

Fugalaça


“Eu fiz o esperado e deixei meu corpo se acostumar com mais fúria. Fiz o esperado com um sorriso amarelo no rosto e um fulgor nos olhos que não era de felicidade. Eram lágrimas raivosas que queriam pular e inundar tudo. "

As pessoas em volta de mim sempre estavam armadas de questionamentos e julgamentos. Todos queriam saber dos meus planos,dos meus projetos,das minhas ideologias.(...) Eu respondia à todos claramente que, como qualquer pessoa,eu também tinha o direito de estar indecisa diante do meu futuro, perdida entre o que eu queria e o que eu não queria. Eu era, como muitos da minha idade, preguiçosa e volúvel. As pessoas em volta temiam o que seria de mim, mas será que temiam de verdade? Eu temia, mas por que elas se metiam tanto na minha vida? A única certeza que eu tinha é que esse medo era somente meu.