Se rio de mim, me levem a sério.
( PAULO LEMINSKI)

sábado, setembro 13, 2008

Mar de gente / O rappa

" Brindo a casa, brindo a vida
Meus amores, minha família...
Atirei-me ao mar, mar de gente onde eu mergulho sem receio.
Mar de gente onde eu me sinto por inteiro...
Eu acordo com uma ressaca guerra, explode na cabeça e eu me rendo a um milagroso dia...
Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo.
Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo.
Luz que ilumina, cria e nos dá juízo...
Voltar com a maré sem se distrair.
Tristeza e pesar sem se entregar.
Mal, mal vai passar, mal vou me abalar.
Mal, mal vai passar, mal vou me abalar...
Esperando verdades de criança.
Um momento bom como voltar com a maré sem se distrair.
Navegar é preciso se não a rotina te cansa.
Tristeza e pesar sem se entregar...
Interesses na Babilônia viram nevoeiro.
Poços em chamas, tiram proveito.
Passa, passa, passa. Passa, passa Passageiro.
A arte ainda se mostra primeiro...
Uma onda segue a outra, assim o mar olha pro mundo.
Assim o mar olha pro mundo
Eh!... "

A comunidade foi feita especialmente para aquelas pessoas que não conseguem se movimentar sem quebrar algo ou machucar alguém ao seu redor.

Pontuação: 56 >
Acho que você não seja normal...

Talvez seja um Maluco Beleza tentando
expandir suas capacidades.
É bem provável que você possua alguma
tendência a perder a mente...
Mas é apenas suposição...