Se rio de mim, me levem a sério.
( PAULO LEMINSKI)

sexta-feira, agosto 10, 2007

?

- Espero que isso não mude em nada! - era a única coisa que podia dizer, com o olho molhado, as mãos trêmulas e um meio sorriso forçado no rosto. Viraria e ficaríamos sem nos falar por tempos, por uma guerra verbal muito constrangedora. Ensaiaria isso em minhas grandes noites de insônia, o meu olhar, a se algum dia pudesse voltar a vê-lo.

Eu quero é uma ilha calma, um galão de vinho, um carro, e um cigarro e sempre onde pudesse estar, levaria meu anel da sorte, e poderia fazer o caminho da vida que sonhei, e que seria mais uma esquecida entre milhoes e bilhoes delas...'
"Seus olhos certos mas não sei o que dizer. Eu não vou mas o tempo vem. Ta tudo certo mais não sei o que dizer. Eu não vou mas o tempo vem aqui. Tento te encontrar tanto pra dizer(...) Se não for mais do que tento ser (...)"