Se rio de mim, me levem a sério.
( PAULO LEMINSKI)

segunda-feira, julho 16, 2007

"Procuro uma coisa que não tem nome. Já a encontrei na água de algumas corredeiras, no topo e nas encostas de certas montanhas, nas nuvens de alguns ares, no mato fechado que guarda alguns vales. Já a encontrei vezes e vezes - só não encontrei seu nome. Voltarei à água, ao ar, à terra, voltarei até descobrir". (15/07/2007)